Just another WordPress.com site

Archive for Outubro, 2012

Perde-te, para te encontrares, realiza-te com pouco!

Quando te sentas na tua cama, e perguntas, onde estou? o que vou fazer? quem sou eu?….. menino isso está grave está. Mas não está perdido…. o espírito tem de ser esse, do arrisca, e muda de vida, quando perdes-te o emprego, a mulher, o amigo, a mãe, o cão…. não te perdes-te a ti… e se o fizeste, é porque estás fora de ti, porque se olhares bem para dentro, existe sempre uma razão para continuar cheio de força e de luz….. TU, existes tu , és o mais importante, é por ti que aqui estás, é por ti que nasceste, é por ti que respiras, deixa-te de cenas, e deixa-te de desculpas para seres feliz!

Acontece… fecharmos os olhos, e realmente tudo estar no vazio, porque não sabemos o que escolher para profissão, porque não sabemos o que fazer amanha, porque nos sentimos sozinhos, sem vontade, sem obstáculos para ultrapassar… tens uma vida sem cor, uma vida sem sentimentos, um amor que não foi correspondido, pouco importa, faz um desenho, escreve palavras soltas , brainstorming, não faz mal pareceres uma criança, a fazer desenhos, a escrever e a rir que nem uma maluca no meio de um jardim, pouco importa, pensa que o estás a fazer por ti, agarra JÁ, num papel e numa caneta, e escreve o que mais amas fazer, ou então faz ao contrário, escreve o que mais odeias na vida, assim já sabes algumas coisinhas que podes tirar na tua lista de opções para o futuro… ajuda-te a ti próprio… existem vários livros que nos ajudam dou agora a dica de alguns … “Arrisca-te a viver”, “Trata a vida por tu”, “Profecia Celestina” “Deixa-te de desculpas”, “Hoje é o dia”… e até o “Bom karma”, adorei muitos deles, e ajudaram-me a ser o que sou hoje, obviamente que vais continuar com os teus defeitos como eu continuei com os meus, mas… vais te sentir uma pessoa mais crescida, mais preparada, e com mais força, porque a tua escolha pode nem ser definitiva, mas vais estar de plena consciência quando a tomares, e mesmo que no fim corra mal… estarás de certeza preparado para o que aí vem… porque com os erros aprendemos, e com as coisas boas vivemos com mais sorrisos, aprende a ser feliz, mesmo que todos estejam contra, mesmo que ninguém apoie, segue o que o coração manda, e o que a razao perdoa.

 

com muitooooo amor ❤

Ps: Porque eu já me senti perdida, e ás vezes ainda sinto, mas sei quem sou e isso ajuda-me a ser mais feliz, e a nunca desistir, lembre-se sempre… o que interessa é o percurso, não o destino.

Márcia Correia

 

Image

Formas de Amar!

Como todos sabemos, para quem não sabe fica agora com a noção, existem vários tipos/formas de amar, ou de nos relacionarmos , como queiram por o termo na mesa… Não querendo, as pessoas colocam-se por si só, em pequenos sacos, que as diferem umas das outras, as pessoas ciumentas, as pessoas problemáticas, as que se fazem de vítimas, as que têm medos, as que são positivas com tudo, as que escondem

 o que sentem, as que escondem o amor. Como é um ponto que eu pessoalmente gosto bastante, vou me focar nele mesmo, relações, que podem ser, com família, amigos, conjugues, o que seja, relações no geral. Gosto de saber que existe solução para todos, ou pelo menos para aqueles que querem mais sorrisos e momentos na sua vida, de qualidade. Sim porque quantos de nós já nos demos sozinhos a pensar o que é que eu estou a fazer?? Porque é que estou a alimentar esta amizade, já que não estou a sentir o mesmo de volta?? Porque é que continuo a responder ás barbaridades que o meu pai me grita quando eu só quero acalmar a situação?? ou até pensar o que estou a fazer nesta relação? em que sou maltratado/a, onde o amor já acabou, ou pelo menos o respeito??
Como é obvio não podemos generalizar, e cada caso é um caso, mas certamente que quando vemos ainda aspectos positivos, em que se pode dizer “haver esperança”, aí sim, não é de todo altura para cruzar os abracinhos e fingir que tudo vai correr bem, quando na verdade nenhum dos dois lados se esforça, e faz para que isso aconteça. Eu não digo mudar, eu digo moldar-me a situação, moldar-me á situação em que estou inserida… isso já é outra conversa. Gosto muito do outro lado, mas gosto muito mais de mim, por isso no geral tenho de ver o que eu realmente quero, e de quem é que eu realmente gosto. Falar é muito fácil eu sei… mas não custa nada tentar, ao menos a consciência não pesa quando nos formos deitar, bem naquela fase em que o sono não aparece.
Mas pronto… no fim de tudo isto, o que quero tentar transmitir, é que somos todos capazes de nos moldarmos, a diferentes situações, a diferentes pessoas, a diferentes contextos, e porque não aceitar o outro lado, e tentar fazer com que seja mais fácil para ambos, mais momentos irão de certeza surgir, e melhor…. mais sorrisos e mais amor =).
Image
With love Márcia Correia

Nuvem de etiquetas