Just another WordPress.com site

Archive for Novembro, 2013

A traição…

 

 

 

 

Está mais que na hora de acreditares no meu amor,

já chega de me fazeres sofrer, porque me causas esta dor ?

Eu apenas quiz ficar do teu lado

mas tu… estavas sempre demasiado ocupado!

O trabalho ocupava-te e fazia-me ficar doente,

afinal… no fim de contas eras tu… o demente.

Depois de tantas mentiras tu dúvidas de mim?

Como és capaz de me julgar dessa forma,

está na hora… desculpa, mas vou embora.

Apanhei-te com ela na minha própria cama!!

Afinal em tu… quem já não me ama.

Fingido…como foste capaz!

De esqueceres o passado, nem pensas-te e zazzzz.

Meteste toda a nossa história em jogo…

esqueceste-te de tudo o que nos uniu em tempos,

por algo que apenas passou por ti por breves momentos.

 

 

 

Imagem

MC

 

Voei… e caí!

Fazias-me sentir como um pássaro… equilibrada, e livre, sempre na esperança de um dia melhor, na esperança de um amor mais forte… abraçavas-me com força, sorrias para mim, dizias ao meu ouvido que eu era a tal, que comigo querias ficar para todo o sempre, mesmo sabendo que “para sempre” pode ser demasiado tempo das nossas vidas!Imagem

Fizeste-me esquecer dos problemas pelos quais já tinha passado, mas depois… depois fizeste-me esquecer de mim mesma, das minhas crenças, dos meus objectivos, fizeste-me pensar menos em mim e mais em ti, que amor egoísta este… e eu que dizia que nunca permitia que me acontecesse a mim, enfim… como se diz ” o peixe morre pela boca!”, eu morri pelo coração… e com ele foi embora o meu amor por ti… perdoa-me se estou a ser egoísta, era o que me chamavas…. mas chegou a hora de olhar por mim, de me amar a mim.

Aceita-me assim, e caminha do meu lado, vamos fazer o que tínhamos planeado, correr o mundo juntos, contra tudo e todos.

Como um pássaro, me entreguei ao teu céu, mas perdi-me pelas nuvens, meu amor… deixaste-me cair, não me seguraste, porque? quando tanto te pedi para nunca me abandonares. 

O amor incondicional é esse… o que dás sem pedir nada em troca, mas sendo egoísta, apenas queria o mesmo que te dava  a ti. Um céu só para nós! Um paraíso nosso, só nosso… e hoje, neste vazio enorme… só penso, porque te perdi? Se te tive todos os dias, perdido por mim.

MC

11,11,13

Nuvem de etiquetas